Benefícios do Pompoarismo: Descubra Tudo Aqui

O pompoarismo consiste na realização de um exercício na musculatura do assoalho pélvico, sendo também comumente reconhecido como ginástica íntima.

Surgiu com o objetivo de auxiliar pacientes com incontinência urinária, já que o fortalecimento desta musculatura traria benefícios para os pacientes com essa patologia.

Essa técnica teve início na Índia e aperfeiçoamento na Tailândia. Com o passar dos anos, a técnica foi aprimorada e seus benefícios foram muito além do que se imaginava no princípio, sendo hoje já reconhecido como benéfico tanto para a parte física e quanto psicológica.

O termo “pompoar”, em tailandês, significa “sugar com a vagina”. Foi observado que esta técnica milenar era capaz de melhorar o sexo, tornando-o mais prazeroso e aumentando a libido.

Auxilia principalmente as mulheres com dificuldades em alcançar o orgasmo, melhora a lubrificação vaginal, reduz os sintomas da menopausa e alívio das cólicas menstruais.

Os exercícios basicamente fortalecem o assoalho pélvico, trazendo de volta a elasticidade natural da região.

Apesar de já ser algo que vem ganhando popularidade nos últimos anos, muitas mulheres ainda desconhecem a técnica e os benefícios que ela pode proporcionar, gerando muitos tabus e desinformação sobre o tema.

Mas todas as mulheres podem fazer pompoarismo?

A resposta é sim e não. O pompoarismo pode ser praticado por mulheres de todas as idades e tem poucas contraindicações, porém que devem ser consideradas.

Mulheres com até três meses de gravidez devem evitar a prática pois os exercícios podem estimular contrações no útero e provocar aborto espontâneo.

Durante o período menstrual deve-se evitar o uso de acessórios, mantendo a higiene e preservando contra infecções.

Como o exercício estimula o aumento do fluxo sanguíneo, mulheres com miomas, endometriose ou inflamações na região do útero e vulva, devem evitar praticar a técnica, principalmente sem a orientação de um profissional.

pompoarismo

Como começar os exercícios?

O ideal é sempre consultar um ginecologista para se certificar que não há contraindicações. Os exercícios não tem grandes níveis de dificuldade e podem ser realizados discretamente diariamente.

À medida do seu desenvolvimento, pode-se aumentar a intensidade. Basicamente, o que é feito é contrair e relaxar a região. Deve-se deitar ou sentar em local confortável e iniciar a retração da musculatura.

Consiste em contrair os músculos por alguns segundos e relaxar em seguida. As contrações devem ser repetidas cerca de 10 vezes e aumentando gradativamente o tempo com os músculos contraídos. Pode e deve ser repetido diariamente.

Os exercícios também podem ser realizados com o auxílio de alguns acessórios. Eles ajudam a sentir com mais firmeza a contração muscular, aumentar a intensidade e duração dos exercícios.

Os acessórios mais comuns são:

  • Ben-wá: popularmente conhecido como bolinhas tailandesas. Consiste em um instrumento com duas ou mais bolinhas interligadas por um cordão de silicone, de tamanho aproximado de bolas de ping-pong.

A primeira bolinha deve ser inserida no canal vaginal deixando a cordinha de segurança pra fora. Elas contém sininhos internos que vibram e despertam a contração da musculatura.

  • Colar tailandês: semelhante às bolinhas, eles possuem um peso que servirá como treino para sucção e expulsão das bolinhas.
  • Cones de Plevnik: são pesos de até 70g e sua utilização é para tentar mantê-los dentro da vagina fortalecendo a musculatura. Este acessório só deve ser utilizado com orientação de profissional, pois seu peso pode lesionar a região caso utilizado incorretamente.

Pompoarismo

 

Pompoarismo para homens?

Sim. O pompoarismo também pode ser praticado por homens. Neste caso, não há acessórios para a prática dos exercícios, e a técnica consiste em contrair as nádegas e períneo, tentando movimentar apenas o pênis.

Quais os benefícios que o pompoarismo pode trazer?

  • Alívio das cólicas menstruais: durante o período menstrual os coágulos de sangue revestindo as paredes do útero precisam ser expulsos do organismo. Com isso, o corpo contrai involuntariamente o útero a fim de que esses coágulos sejam eliminados.

O pompoarismo eleva o nível de fluxo sanguíneo, com isso sua prática evita que esses coágulos sejam formados, consequentemente trazendo alívio às mulheres adeptas da técnica.

  • Sintomas da TPM: à medida que são realizados exercícios de contração e relaxamento muscular, essa técnica interfere na produção hormonal, aliviando os sintomas típicos da tensão pré-menstrual.
  • Controle do vaginismo: algumas mulheres sofrem com a contração involuntária da musculatura do assoalho pélvico, com isso, durante o ato sexual, não é possível ter penetração ou outro contato mais íntimo, causando dor física e emocional.

Como o pompoarismo trabalha a musculatura, os exercícios trabalharão a região íntima permitindo a penetração.

  • Melhora a autoestima feminina: a partir da aplicação das técnicas a mulher passa a sentir que tem maior domínio durante o ato sexual. Ela se sentirá mais segura de si, já que terá total controle do que seu corpo sentirá durante o sexo.
  • Melhora a sexualidade feminina: o pompoarismo será capaz de auxiliar no aumento do desempenho sexual, proporcionando uma elevação da libido. Se houver alguma complicação na vagina, tem a capacidade de diminuir possíveis dores durante a penetração.

pompoarismo

Com o controle dos movimentos, é possível retardar a ejaculação do parceiro sexual, além da possibilidade de oferecer orgasmos múltiplos.

  • Auxilia no controle urinário: quando o problema da incontinência urinária não está relacionado com a bexiga e sim com a musculatura, ela pode ser tratada com o pompoarismo.

Sendo realizados diariamente, é possível já alcançar melhorias no primeiro mês de prática da técnica.

  • Evita a flacidez vaginal: mais comum em mulheres com idade mais avançada, a flacidez vaginal também pode ocorrer após um parto normal e consiste no relaxamento dos músculos da vagina. Através das técnicas de pompoarismo é possível recuperar a força muscular da área.
  • Para os homens, os benefícios incluem o combate a ejaculação precoce e aumento da saúde da próstata.

Como fortalece a musculatura do assoalho pélvico, melhora os resultados sexuais, deixando o homem capaz de movimentar o pênis dentro do canal vaginal levando maior prazer à sua companheira.

Por aumentar a pressão sanguínea consegue potencializar a ereção combatendo também a disfunção erétil.

Desta forma é possível afirmar que o pompoarismo tem benefícios que vão além da melhora sexual e as contraindicações são mínimas perante as benfeitorias.